21 passeios grátis em Buenos Aires – como economizar em sua viagem à Argentina

21 passeios grátis em Buenos Aires – como economizar em sua viagem à Argentina Buenos Aires, na Argentina, é o tipo de cidade que … Continuar lendo 21 passeios grátis em Buenos Aires – como economizar em sua viagem à Argentina http://www.melhoresdestinos.com.br/passeios-gratuitos-buenos-aires-argentina.html

Menor preço do ano! Passagens para as Ilhas Galápagos por R$ 1.850 com taxas inclusas na Latam!

Menor preço do ano! Passagens para as Ilhas Galápagos por R$ 1.850 com taxas inclusas na Latam! Se você sonha em conhecer as Ilhas Galápagos a hora … Continuar lendo Menor preço do ano! Passagens para as Ilhas Galápagos por R$ 1.850 com taxas inclusas na Latam! http://www.melhoresdestinos.com.br/promocao/passagens-ilhas-galapagos-seymour-2017

Fique atento aos sete golpes mais aplicados em turistas

A ansiedade com a partida, a montagem da mala e a escolha do roteiro ocupam tanto as atenções dos viajantes que poucos se preocupam com os golpes mais aplicados em turistas.

De olho nesta desatenção, os golpistas bolam planos bem elaborados, e que se baseiam na confiança deste público em guias de turismo, motoristas de taxi e nos moradores dos lugares onde estão visitando.

Entretanto, sofrer um golpe durante uma viagem causa muito mais do que prejuízos financeiros. O turista que é enganado durante este período sofre um grave desgaste emocional, pois raras vezes os golpistas são identificados e punidos.

Para alertar sobre este risco, elaboramos um texto com os sete golpes mais aplicados em turistas e quais cuidados adotar para não cair em nenhuma destas armadilhas.

Os sete golpes mais aplicados contra turistas

Golpe 1: Golpe do hotel

Num dos golpes mais aplicados em turistas, o viajante recebe uma ligação de uma pessoa que se diz funcionária do hotel onde tem reserva, dizendo que houve um erro no pagamento e, por isso, precisa confirma os dados de seu cartão.

Ao fornecer seus dados para esta pessoa, que não tem qualquer vínculo com o estabelecimento onde o turista fez sua reserva, seus dados são utilizados para compras e praticar fraudes, que normalmente são pagas como se fossem gastos feitos durante a viagem.

Golpe 2: Golpe do táxi

Na saída do aeroporto, com a pressa para chegar ao hotel, muitas pessoas caem em outro dos golpes mais aplicados em turistas, o golpe do táxi. O turista que cai neste golpe corre dois riscos.

O primeiro é pagar um preço exorbitante pelo valor da corrida, pois estes motoristas aplicam um preço diferente dos cobrados por taxistas registrados. Ao pagar a corrida, o turista pode ainda receber notas falsas como troco pelo serviço.

O outro risco a que os turistas que caem no golpe do táxi corre é de ver parte de sua bagagem de mão deixada no veículo do golpista, que retira rapidamente as malas do porta-malas e parte, ainda com bolsas e malas dentro do carro.

Golpe 3: Golpe da foto

Guardar belas fotos como recordação da viagem dos sonhos é parte importante do passeio de todo viajante. Porém esse costume simples dar origem ao terceiro dos golpes mais aplicados em turistas: o golpe da foto.

Ao pedir para um estranho tirar uma foto sua em uma atração turística, a pessoa corre o risco de ver o fotógrafo sumir com seu equipamento ou cobrar pagamento para que devolva sua câmera ou celular.

Outro risco que o viajante corre, neste caso, é que o pretenso fotógrafo quebre seu equipamento e saia sem arcar com o conserto, deixando para o turista a responsabilidade.

Golpe 4: Golpe da roupa suja

Embora pareça inusitado e até um tanto antigo, o golpe da roupa suja é um dos golpes mais aplicados em turistas em qualquer parte do mundo.

Aqui, uma pessoa esbarra no turista durante um passeio tranquilo pela rua, e suja sua roupa com ketchup ou outra substância igualmente marcante. Para “compensar o incidente”, o golpista se oferece para limpar a mancha.

Enquanto passa um pano em sua roupa, para tentar amenizar a mancha, o golpista coloca as mãos no bolso do turista, retirando tudo o que encontrar de lá.

Golpe 5: Golpe do presente

Quem não gosta de ganhar presentes? Especialmente quando se está conhecendo o lugar dos sonhos? A desculpa de oferecer aos viajantes uma lembrança típica da cidade onde estão é a armadilha para outro dos golpes mais aplicados em turistas.

No golpe do presente, uma pessoa que diz ser um artesão, oferece uma lembrança ao turista, como uma pulseira, que é amarrada no pulso do turista, mesmo que este se negue a recebê-la.

Após colocar o “presente” nos braços do turista relutante, o golpista passa a cobrar uma quantia pelo produto, que seria vendido, e não doado.

Ao se recusar a pagar, o turista pode ser agredido pelo golpista ou até mesmo ser roubado por comparsas do elemento, que se aproveitam da distração da pessoa durante este momento.

Golpe 6: Golpe do estudante de inglês

A ideia de praticar o inglês com um nativo é cativante para todos os visitantes de países estrangeiros. Entretanto, o golpe do estudante de inglês é outro dos golpes mais praticados em turistas que visitam países como a China.

Nesta armação, uma pessoa que se apresenta como estudante de inglês, ao perceber que está diante de um turista, convida esta pessoa para almoçar ou tomar um café para, assim, praticar o idioma.

Porém, ao chegar ao local onde aconteceria a aula, e depois de consumir os alimentos, os ditos estudantes vão embora, deixando o visitante incrédulo com toda a conta para pagar, sozinho.

Golpe 7: Falso delivery

Encontrar um bom serviço de entrega de alimentos, com preços confiáveis e produtos de qualidade é o sonho de todo turista ao chegar a uma cidade cosmopolita, como Washington ou Nova Iorque.

No entanto, a necessidade da entrega de comida rápida é o mote usado por estelionatários para aplicar outro dos golpes mais aplicados em turistas, o golpe do delivery.

Nesta ação, os golpistas entregam panfletos com cardápios de serviços de entrega de refeições a preços muito menores que o dos restaurantes tradicionais.

Ao efetuar o pedido, o turista passa aos golpistas os dados de seu cartão de crédito, para que a compra seja incluída na fatura. Porém, quando a fatura do cartão é fechada, o turista percebe que o mesmo foi utilizado para inúmeras compras pelo grupo.

Como não ser vítima de um golpe durante suas viagens

Conhecer os golpes mais aplicados em turistas é importante para não cair nestas armadilhas, mas para tornar sua viagem ainda mais segura é preciso conhecer os cuidados para não passar por este tipo de empecilho.

Tome cuidado com seu dinheiro: ao sair para os passeios, não leve tudo o que possui, deixe sempre uma pequena reserva em seu quarto de hotel. Ao levar uma carteira, não a coloque no bolso de trás de sua calça.

Cuidado ao receber o troco de compras com moedas de outros países. Não aceite notas rasgadas ou consertadas com durex, e fique de olho nas moedas que receber.

Ao preparar suas malas, coloque os itens que utilizará com frequência em malas de mão, deixando itens menos importantes nas malas maiores. Fique atento a sua bagagem caso faça viagens de ônibus, trem ou navio, pois a segurança nestes locais tende a ser menor do que em um aeroporto.

Leve mochilas e malas pequenas sempre com você, evitando deixa-las no porta-malas de ônibus ou junto com outras bagagens no avião.

Esteja sempre de olho em sua bagagem. Não as perca de vista por um segundo, pois a menor distração é o tempo que os golpistas precisam para roubá-lo.

Ao participar de festas em hotéis ou outros locais, não aceite comida ou bebida de estranhos. Adicionar remédios nestes alimentos, para roubar seus pertences é um dos golpes mais aplicados em turistas.

Consuma apenas alimentos pagos por você e tenha seu copo sempre à vista, nunca deixando-o desprotegido em balcões.

Conhecendo estes cuidados, e sabendo quais as principais ameaças, você poderá aproveitar sua viagem tranquilamente.

from Câmbio, Viagens e Economia https://www.cambiostore.com/blog/cuidados-para-a-viagem-fique-atento-aos-sete-golpes-mais-aplicados-em-turistas
via https://www.cambiostore.com/blog

https://sophiakrischock.wordpress.com/2017/08/22/fique-atento-aos-sete-golpes-mais-aplicados-em-turistas/